Poemas Urbanos

Friday, June 30, 2006

Red Lady

No arrebol de sua presença

Na vermelhidão da aurora

No rutílio possível de nossa terra

(tão assentada em minas urbanas...)

digo:

o que existe no mediterrâneo distante

o mais importante no cinco e cinqüenta do dia

não é a folia de flores minutas

nem a modéstia de horas tingindo.

O corante de tudo é outro,

erva de outra família.

Neste tempo/rebento

- fruto de farta alizarina -

temos, então,

a mesma menina

garança de um sonho revolto.

1 Comments:

Anonymous ana said...

olha o meu aí meu rei! meu e da celina turquia, turquia não, grécia. e das moças todas. altino boniteza, gostei. bota tambem croniquetas vai. novela das oito. te acho imbatível nisso.

12:09 PM  

Post a Comment

<< Home