Poemas Urbanos

Wednesday, July 12, 2006

Adeus nº 2

Em paralelepípedos
Formais
Temo outros pesadelos
Não digo dos atropelos em vão
Não falo de vacilos ligeiros
Aponto coisa doída
Ferida aberta
Sem perspectiva de cicatriz
Aponto a morte
como saída
Aponto a despedida
Adeus!

1 Comments:

Blogger belorizontíneas said...

Essa foi em homenagem a Torquato Neto ou não

8:21 PM  

Post a Comment

<< Home